Angola: Chevron Acusada de Destruir Meio Ambiente

Tuesday, May 25, 2010



A organização não governamental Open Society acusou a empresa petrolífera Chevron de contribuir para destruição do meio ambiente em Angola e o empobrecimento das comunidades que vivem da pesca.

“Aquilo que acontece no Golfo do México é exemplo do que esta a acontecer nos nossos países. Muitas vezes estes derrames tem sido denunciados mas a Chevron nega”, disse Elias Isac numa entrevista à VOA.

A Chevron realiza esta semana a sua assembleia-geral e Elias Isac, director da Open Society em Luanda, encontra-se em Houston, para fazer lobby junto dos accionistas.Tendo como pano de fundo o derrame no Golfo do México, pretende persuadir a Chevron a ser mais responsável.

Acompanhado por representantes de outras organizações não-governamentais, Isac vai tentar participar na Assembleia-geral da empresa para levar as suas preocupações directamente a todos os accionistas.

“Os produtos químicos utilizados pela Chevron e outras empresas para neutralizar os derrames tem produzido efeitos altamente negativos”, disse salientando que a degradação das pescas em Angola levou o governo a aprovar a importação de 90 mil toneladas de carapau.

Na entrevista à VOA Elias Isac diz ser tempo de o governo angolano rever o seu contrato com a Chevron e ser mais exigente acerca do impacto ambiental das actividades da petrolífera.

 
 

Related issues: